Contábil > Conciliação > Conciliação Fiscal Contábil

Permissões de Usuário: MB__info

1906 – Consultar Conciliação Contábil Fiscal

1907 – Aprovar Conciliação Contábil Fiscal

O objetivo principal da Conciliação Fiscal com a Contabilidade é de assegurar que a movimentação fiscal foi corretamente escriturada contabilmente. Essa verificação pode ser feita tanto para as contas de movimento, como por exemplo as Receitas, quanto as contas de impostos a pagar ou a recuperar.

A Conciliação contábil x fiscal, além de garantir a coerência entre as obrigações acessórias, também gera um ganho de tempo no fechamento, já que os ajustes manuais acabam sendo reduzidos, ou seja, as correções são realizadas ainda na origem do problema.

A Conciliação Fiscal Contábil tem como objetivo, conferir os valores das escritas de Notas fiscais ou Reduções Z com as partidas dobradas associadas à elas:

Para utilizar essa ferramenta, devemos seguir os seguintes passos:

1) Acesse o caminho: Contábil > Conciliação > Conciliação Fiscal Contábil e selecione os filtros disponíveis para a busca:

Filtros disponíveis:
  • Uma Loja (obrigatório)
  • Uma competência (obrigatório)
  • Tipo de escrituração (Entrada ou Saída)
  • Tipo de documento fiscal (Nota Fiscal ou Redução Z)
  • Status da escrita fiscal
  • Status da partida dobrada
  • Status da conciliação (Válidas e Inválidas)
  • Visualização (Sintética ou Analítica)

2) Ao realizar a busca, o sistema procura os valores das escritas fiscais (ICMS, PIS, COFINS, Mercadorias/Receitas/Despesas e Valor Contábil) nos movimentos contábeis associados à ela e os compara.  Veja o exemplo a abaixo:

3) Se todos os valores forem encontrados nos seus respectivos grupos a conciliação é considerada válida.

Além dos valores absolutos, os sinais da natureza da conta também são levados em consideração. Por exemplo: em escrita fiscal de entrada com valor ICMS, temos uma contabilização na conta contábil ICMS a Recuperar/Compensar, conta de ativo, portanto, devedora (D). Se a contabilização fosse feita em uma conta de natureza diferente, a conciliação seria considerada como inválida, mesmo que o valor estivesse correto.

Quando uma escrita possuir ajustes fiscais, na conciliação, eles serão somados aos valores dos tributos da escrita fiscal. Por este motivo, é comum ter um valor de tributo para muitos movimentos contábeis.

Se a conciliação for inválida os grupos com diferença são destacados. Veja o exemplo a abaixo:

 

Poderá clicar o link da escrita e analisar qual a diferença que ocorre:

4) Mapeamento dos Valores

ICMS
São associados ao valor do ICMS, movimentos contábeis cuja conta contábil está mapeada em ICMS A RECUPERAR ou ICMS A PAGAR.

PIS
São associados ao valor do PIS, movimentos contábeis cuja conta contábil está mapeada em PIS A RECUPERAR ou PIS A PAGAR.

COFINS
São associados ao valor da COFINS, movimentos contábeis cuja conta contábil está mapeada em COFINS A RECUPERAR ou COFINS A PAGAR.

Mercadorias
São associados ao valor das Mercadorias, movimentos contábeis cuja conta contábil está mapeada em MERCADORIAS, MERCADORIAS PARA TROCA, PAGAMENTOS ADIANTADOS A FORNECEDORES e contas contábeis ASSOCIADAS A PATRIMÔNIOS.

Receitas
São associados ao valor das Receitas, qualquer conta do tipo RECEITA.

Despesas
São associados ao valor das Despesas, qualquer conta do tipo DESPESA.

Valor Contábil
São associados ao Valor Contábil,  todos os movimentos que não foram classificados em nenhum tipo acima e cujas contábeis sejam do tipo PASSIVO ou ATIVO.

Exceções
A conciliação é feita tendo como base alguns dados escrita fiscal. Isto significa que nem todos os movimentos contábeis da partida dobrada associada a escrita fiscal serão mapeados. Isto ocorre porque, em alguns casos, os valores da escrita são representados na contabilidade por partida e contrapartida (dois ou mais movimentos com sinais opostos). Por exemplo, em uma escrita fiscal de venda o valor das Mercadorias é representado na contabilidade com um crédito na conta MERCADORIAS (ativo) e um débito na conta CMV (despesa). Neste caso, o movimento do CMV não será exibido na conciliação, apenas o movimento da MERCADORIAS.

 

5) Algumas contabilizações de escritas fiscais não tem movimentos de ativo ou passivo. É o caso de bonificações e doações de mercadorias. Nestes casos, o movimento de despesa ou receita assume o lugar do passivo ou ativo, sendo mapeado no campo VALOR CONTÁBIL. Veja o exemplo a seguir:

Bonificacao

 

Obs: Para visualizar as origens dos valores, basta clicar sobre eles e o sistema exibirá a escrita fiscal ou a partida dobrada.

6) Para Aprovar/Reprovar partidas dobradas em lote

Além de conciliar as escritas fiscais, também é possível aprovar ou reprovar as partidas dobradas associadas a elas.

7) Quando as conciliações estiverem válidas e a escrita fiscal estiver aprovada, a conciliação será destacada com o ícone Captura de Tela 2014-04-25 às 11.29.44. Desta forma é possível aprovar em lote todas as partidas que estão nesta situação, mesmo que não estejam selecionadas:

Em caso de dúvidas, por favor, entre em contato com a nossa equipe de suporte.

Leave a Reply