DIRF

Caminho da Funcionalidade no Sistema:

Fiscal > Informativos > DIRF

Permissões de Usuário: MB__info

2389 – Gerar DIRF

 

DIRF – Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte

A Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte – Dirf é a declaração feita pela FONTE PAGADORA, com o objetivo de informar à Secretaria da Receita Federal do Brasil:

  •  Os rendimentos pagos a pessoas físicas domiciliadas no País;
  •  O valor do imposto sobre a renda e contribuições retidos na fonte, dos rendimentos pagos ou creditados para seus beneficiários;
  •  O pagamento, crédito, entrega, emprego ou remessa a residentes ou domiciliados no exterior;
  •  Os pagamentos a plano de assistência à saúde – coletivo empresarial.

APRESENTAÇÃO DA DCTF

A DIRF é declarada por meio do programa gerador de declaração, que pode ser baixado na página oficial da Receita Federal. A fonte pagadora deve fazer o download, preencher as informações relativas à retenção do imposto de renda e enviá-las via Receitanet.

Todas as pessoas jurídicas estão obrigadas à utilização do Certificado Digital para que possam enviar a DIRF, com exceção daquelas optantes pelo Simples Nacional. Da mesma forma, os condomínios edilícios, as pessoas físicas e os cartórios administrados por pessoas físicas, não estão obrigados ao uso do Certificado Digital para fins de remessa da DIRF.

Havendo mais de um estabelecimento por empresa, o preenchimento e transmissão da DIRF deverá ser centralizado na matriz, que deverá consolidar todas as suas informações e também as de todas as suas filiais em apenas um arquivo eletrônico.

PRAZO

A entrega da DIRF tem sido marcada, normalmente, até o último dia útil de fevereiro. Em situações especiais de pessoas jurídicas (liquidação, incorporação, fusão ou cisão), a declaração deverá ser enviada até o último dia útil do mês subsequente à data em que ocorreu o evento.

Instrução Normativa RFB nº 1.775/2017, publicada em 27 de dezembro de 2017 no Diário Oficial da União, trouxe alguns ajustes na Instrução Normativa RFB nº 1.757/2017, que trata do Imposto de Renda e das Contribuições Sociais retidos pelas entidades da administração pública federal.

Para utilizar essa ferramenta, devemos seguir os seguintes passos:

1) É possível gerar o arquivo para transmitir a DIRF através do Bluesoft ERP, conforme abaixo:

Acesse: Fiscal -> Informativos -> DIRF

2) Serão gerados os contratos financeiros de despesas e receitas com retenção de IR e CSRF.

3) Também iremos gerar as guias de recolhimento lançadas na central de tributos referente ao IRRF de autônomos;

4) Através do relatório DIRF, o usuário poderá verificar os documentos e definir quais deles serão exportados na DIRF:

3) Após geração do arquivo poderá fazer o download no Bluesoft Drive para importação no programa DCTF

4) Em seguida faça a importação no validador da DIRF, clicando na opção de importar dados:

5) Selecione o arquivo que deseja importar e clique no botão Abrir e em seguida no botão avançar:

 

6) Desta forma será realizada a importação do arquivo e se não houverem erros poderá prosseguir com a transmissão:

Em caso de dúvidas e sugestões, por favor, entre em contato com a nossa equipe de suporte

Larissa Ruana

Larissa Ruana

Responder