Caminhos da Funcionalidade no Sistema:

Estoques e NF-e > Configurações > Parâmetros do módulo Estoques e NF-e

Permissões de Usuário: MB__info

3276 – Parâmetros do módulo Estoques e NF-e – Consultar

3277 – Parâmetros do módulo Estoques e NF-e – Alterar

Parâmetros

Recebimento de mercadorias


  • Número máximo de dias retroativos para recebimento de mercadorias

Se o usuário possuir as permissões: @1426 – Alterar data de recebimento para qualquer data e @836 – Alterar status recebimento, este parâmetro será ignorado


  • Bloquear o recebimento de nota fiscal fora do estado caso o CFOP seja de substituição tributária sem o valor da guia ou valor da ST

Habilitando esta opção, o sistema bloqueará o recebimento da nota fiscal caso esta esteja sem o valor da guia e quando o CFOP seja ST (Substituição tributária)


  • Bloquear devolução de nota fiscal com GNRE/GARE-ICMS

Habilitando esta opção, será bloqueada a devolução de notas fiscais do recebimento de mercadorias quando houver GNRE ou GARE-ICMS


  • Divergência de preço no recebimento de mercadorias

Esta opção serve para autorizar o recebimento de mercadorias com pequenos valores de divergência. Podem ser escolhidos valores mí­nimos e máximos de divergência (em % ou em R$)

divpreco

  • Bloquear recebimento de NF-e com divergência de NCM

Habilitando esta opção, o sistema validará o NCM no cadastro de produtos e o NCM do arquivo XML, havendo divergências, não será processada a nota fiscal e lhe será atribuído o status de falha.

Obs.: Nas operações entre lojas, o ERP irá verificar como está o cadastro do produto no momento do processamento do XML, se ocorreu alguma alteração entre Emissão da NF x Processamento do XML acusará divergência.

Exemplo:

1) Emissão da nota fiscal de transferência entre lojas, da Loja 01 para a Loja 02 – dia 10/09/2019 às 14h30, com NCM 22072020;

2) Alteração no cadastro do produto (De NCM 22072020 > Para 22084000) – dia 10/09/2019 às 15h00;

3) Processamento do XML na Loja 02 (destino) – dia 10/09/2019 às 18h15.

Resultado: NCM atual 22084000 divergente do NCM 22072020 do XML.


  • Bloquear divergência do IVA-ST/Base ICMR do pedido com o recebimento de nota fiscal

Habilitando esta opção, o sistema validará o IVA-ST/Base ICMR do pedido com a nota fiscal do recebimento de mercadorias


  • Bloquear códigos de referência do produto duplicados para o mesmo fornecedor

Habilitando esta opção, o sistema validará se o código de referência:

  • Do produto recebido no xml está cadastrado para mais de um produto do mesmo fornecedor, havendo divergências, não será processada a nota fiscal e lhe será atribuí­do o status de falha.
  • Impedirá o cadastro de um produto com código de referência já existente em outro.
  • Impedirá que o representante preencha a cotação de faltas com códigos de referência em duplicidade.

  • Consultar na SEFAZ o cadastro do fornecedor

Esta opção tem como finalidade consultar e atualizar o cadastro do fornecedor automaticamente ao receber uma nota fiscal


  • Status padrão após o processamento de XML

Esta opção tem como finalidade definir em qual status de recebimento a nota fiscal ficará após o processamento do xml


  • Permitir lançar diferença de preço como crédito na conta do fornecedor

Habilitando esta opção, o sistema permitirá o lançamento de crédito na conta do fornecedor no recebimento de nota fiscal


  • Utilizar o PIS/COFINS do cadastro de produto ao processar o XML

Habilitando esta opção, o sistema utilizará o PIS e COFINS de entrada do cadastro de produto ao processar o XML no recebimento de mercadorias


Habilitando esta opção, o sistema permitirá o recebimento de notas fiscais, onde as informações de PIS e COFINS do arquivo XML estão inconsistentes. Exemplo: CST do PIS: 1 – Tributado 1,65%, Alíquota zero


  • Percentual máximo de diferença do custo sobre o preço de venda no recebimento de mercadorias

Quando esta opção estiver definida, o sistema vai usá-la para comparar a diferença entre o custo e o preço de venda dos produtos no recebimento de mercadorias. Caso o percentual da diferença for maior que este parâmetro, o sistema vai bloquear o recebimento dos produtos. Se o usuário possuir a permissão: @1989 – Prosseguir com recebimento ignorando percentuais máximos de preço de venda / diferença de custo, este parâmetro será ignorado. Exemplo: Considerando um produto com o custo de 4.99 e o preço de 2.99 com a margem de 0% ele não será recebido Fórmula: (Custo – Preço) * 100) / Preço


  • Percentual máximo do preço de venda sobre o custo no recebimento de mercadorias

Quando esta opção estiver definida, o sistema vai usá-la para comparar ao percentual do preço de venda sobre o custo dos produtos no recebimento de mercadorias. Caso o percentual do preço for maior que este parâmetro, o sistema vai bloquear o recebimento dos produtos. Se o usuário possuir a permissão: @1989 – Prosseguir com recebimento ignorando percentuais máximos de preço de venda / diferença de custo, este parâmetro será ignorado. Exemplo: Considerando um produto com o custo de 1.99 e o preço de 2.99 com a margem de 0% ele não será recebido Fórmula: (Preço – Custo) * 100) / Custo


  • Abordagem do ICMS no processamento do XML

Essas opções tem como finalidade definir a forma de processamento para preenchimento da base e valor de ICMS contidos na nota fiscal recebida pelo Sistema ERP através dos XMLs enviados pelo fornecedor.

Calculado pelo ERP: O Sistema é que irá realizar o cálculo da base e valor do ICMS.

Calculado o pelo Emitente (Arquivo XML): O valores da base e valor ICMS serão preenchidos de acordo com os campos enviados pelo emitente no arquivo XML.


  • Dados de cobrança no recebimento de NF-e de operações entre lojas

Esta opção tem como objetivo definir como serão gerados os dados de pagamento no recebimento de notas fiscais entre lojas (venda e transferência) quando a origem de seus lançamentos forem o processamento de seus XMLs

Calcular pelos dados de cobrança do ERP: Selecionando esta opção, o ERP gerará as duplicatas com datas de vencimento calculadas por ele através dos dados de cobrança no cadastro da loja destinatária.

Receber os dados de cobrança do XML (quando informado): Selecionando esta opção, o ERP gerará as duplicatas com base nos dados informados no XML. Somente se os dados não existirem é que as datas de vencimento das duplicatas serão calculadas pelo ERP.

Observação Importante: No caso de transferências entre lojas, estes parâmetros só funcionarão se a opção “Gerar financeiro em operações de transferências entre lojas” estiver habilitada nas configurações de “Faturamento” nos “Parâmetros do Módulo Estoques e NF-e“.


  • Percentual máximo de devolução parcial no recebimento de mercadorias

Este parâmetro tem por objetivo controlar um percentual máximo para emissão de uma nota de devolução parcial no recebimento de mercadorias. Se o usuário possuir a permissão: @2399 – Emitir devolução de compra no ato de recebimento com valor superior ao parametrizado, ou o valor informado for 0,00%, este parâmetro será ignorado. Exemplo: Considerando uma nota fiscal de compra no valor de R$ 480.00, e o parâmetro está com o percentual máximo de 10%, então se a devolução for no valor maior que R$ 48,00 NÃO será possível emitir a nota fiscal de devolução. Fórmula: (Percentual Permitido / 100 ) * Valor Total da Nota


  • Ignorar a Validação do Código de Origem do ICMS

Habilitando esta opção, o sistema permitirá o recebimento de notas fiscais com diferença no código de origem do ICMS.


  • Considerar como divergência quantidade bonificada inferior ao pedido

Habilitando esta opção, quando uma nota fiscal for lançada no recebimento de mercadorias com item bonificado, e a quantidade que está sendo entregue deste item, na nota, estiver inferior à quantidade do mesmo no pedido bonificado, será gerada uma divergência de quantidade.


  • No processamento de NF-e ignorar Base e Valor de ICMS dos itens que estão parametrizados para permitir ICMS diferente da origem

Nosso cliente pode usar este parâmetro caso pretenda não receber crédito de ICMS para produtos que, nos seus cadastros, permitem ICMS diferente da Origem. Ao habilitar este parâmetro, no processamento de NF-e, quando o item nota estiver cadastrado, isto é, o sistema encontrar o item no cadastro de produtos, e este estiver parametrizado para permitir ICMS diferente da origem, então o produto será ignorado na composição da base de cálculo e o valor de ICMS da capa de lançamento da nota fiscal que está sendo processada. Caso o item tenha pedido, o sistema continuará recebendo o ICMS de entrada que estiver no pedido. Logo, se a intenção é não receber crédito do imposto, o cliente deverá definir o ICMS de entrada sem crédito no pedido de compra. Caso o item não tenha pedido, será salvo ICMS de entrada com CST 090 (Outras) ou CSOSN 900 (no caso de fornecedor do simples nacional).

Exemplo:

No exemplo abaixo podemos ver a DANFE e o cadastro de um de seus produtos.


Se estiver habilitado o parâmetro para ignorar Base e Valor de ICMS dos itens que estão parametrizados para permitir ICMS diferente da origem, ao processar o XML representado pela DANFE acima, o item que permite ICMS diferente da origem será ignorado na base e valor de ICMS:

Se este item que foi ignorado na base e valor de ICMS tiver pedido de compra, então o ICMS do pedido de compra será salvo como ICMS de entrada (independente deste parâmetro estar habilitado ou não):

Mas, se o item não tiver pedido, e este parâmetro estiver habilitado, então o item não pedido, estando cadastrado no sistema para permitir ICMS diferente da origem, receberá como ICMS de entrada o CSOSN 900, caso o fornecedor seja do Simples Nacional, ou CST 090, se o fornecedor for do regime normal:


Faturamento

  • Número máximo de dias para cancelamento de notas fiscais

Trata-se do número máximo de dias entre hoje e a data de emissão da nota para cancelamento. Este parâmetro tem a mesma função para qualquer tipo de nota fiscal, entrada ou saída, emitida ou recebida. Caso este número ultrapasse o estipulado o cancelamento não será possível.


  • Definição do prazo de recebimento das duplicatas de cobrança geradas por devolução de compra após recebimento

Essa opção define como serão os prazos de recebimento e descontos financeiros de duplicatas geradas pela emissão de notas fiscais de devolução de compra após o recebimento.

Se for escolhida a opção Último Contrato de Fornecimento Ativo, as duplicatas serão geradas conforme orientado no último contrato ativo do fornecedor.

Se for escolhida a opção Contratos de Fornecimento Vinculados às Notas Fiscais de Origem, as duplicatas serão geradas conforme orientação dos contratos vinculados aos produtos das notas de origem escolhidas para realizar a devolução.

Observação: Se for escolhida a opção Contratos de Fornecimento Vinculados às Notas Fiscais de Origem, poderá ocorrer que sejam utilizados contratos que já inativos ou expirados caso tenham sido utilizados no recebimento da nota de origem escolhida.


  • Período para busca de notas fiscais de origem para devolução após recebimento

Essa opção irá definir o tipo de período para buscar as notas fiscais de origem para a devolução de após recebimento. Opção padrão: Data de emissão


  • Período máximo de dias para busca de notas fiscais origem em devolução de compra após o recebimento

Trata-se do número máximo de dias entre hoje e a data de emissão da nota para cancelamento. Caso este número ultrapasse o estipulado o cancelamento não será possível


  • CFOP usado na emissão de nota fiscal de saída de sorteio/brinde ou prêmio para estorno dos impostos (exceto lojas do ES)

Este parâmetro define qual será o CFOP da nota fiscal de remessa para distribuição de brinde da loja


  • Valor usado nas transferências de mercadorias entre CD e loja

Neste campo o usuário informará qual será o valor utilizado em transferência de mercadorias entre CD e lojas, através do Faturamento de Lotes. As opções são:

  • Preço de Transferência:
    O valor da transferência será o preço de transferência que pode ser um valor determinado pelo cliente na Administração de Preço de Transferência CD ou será calculado pelo sistema (custo bruto comercial + margem logística do cadastro do produto). A contabilização do estoque ocorrerá de acordo com o valor da transferência e ICMS da operação. O custo líquido comercial médio da mercadoria, quando recebido na loja destino, será atualizado conforme nota fiscal da operação.
    Este parâmetro não é recomendado aos nossos clientes que tem contabilidade interna no ERP.
  • Custo bruto comercial:
    O valor da transferência será o custo bruto da mercadoria, desde que este valor, subtraindo o ICMS de saída da operação, seja igual ou maior que o custo contábil do produto. Caso seja menor, o valor da transferência será o Custo Contábil somado ao ICMS de saída da operação, isto é, “Custo Contábil / ( 1 – ICMS% )” pois, de acordo com os artigos 38 e 39 do RICMS/2000-SP, o valor da transferência pode ser em qualquer valor desde que não inferior ao custo da mercadoria. A contabilização de mercadorias será sempre no valor do custo contábil do produto no ato somado ao ICMS da operação. Quando a nota for recebida na loja destino, o custo comercial líquido médio e o custo contábil médio serão atualizados conforme os custos líquido comercial e contábil que estava na loja de origem quando a nota foi emitida, e o custo comercial bruto será atualizado pelos valores da nota fiscal. Exceto quando o ICMS for diferenciado na entrada de transferência, de acordo com o cadastro do produto, pois neste caso, o custo líquido e contábil que vieram da origem serão atualizados na entrada de acordo com a diferença entre o ICMS de origem e o de entrada.
    Neste parâmetro, principalmente nas transferências de produtos que foram recebidos com crédito de PIS/COFINS, a contabilização poderá não bater em seu total com o valor da nota de transferência, pois a contabilização de mercadorias sempre será no valor do custo contábil do produto somado ao ICMS da operação, e o valor da nota poderá ser no custo bruto comercial do produto, que pode ser maior que o custo contábil somado ao ICMS, logo, os valores totais de nota fiscal e de contabilização poderão não ser os mesmos.
    Também, caso o valor do produto na transferência seja alterado pelo usuário (há uma permissão específica para tal procedimento), a contabilização total poderá não bater com o valor total da nota, pois a contabilização de mercadorias sempre será no custo contábil somado ao ICMS da operação.
  • Custo contábil + ICMS:O valor da transferência será o Custo Contábil somado ao ICMS de saída da operação, isto é “Custo Contábil / ( 1 – ICMS% )”, independente de qual seja o valor do custo comercial do produto. A contabilização de mercadorias será no valor do custo contábil médio do produto no ato da operação. Quando a nota for recebida na loja destino, o custo comercial líquido médio e o custo contábil médio serão atualizados conforme os custos líquido comercial e contábil que estava na loja de origem quando a nota foi emitida, e o custo comercial bruto será atualizado pelos valores da nota fiscal. Exceto quando o ICMS for diferenciado na entrada de transferência, de acordo com o cadastro do produto, pois neste caso, o custo líquido e contábil que vieram da origem serão atualizados na entrada de acordo com a diferença entre o ICMS de origem e o de entrada.
    Caso o valor do produto na transferência seja alterado pelo usuário (há uma permissão específica para tal procedimento), a contabilização total poderá não bater com o valor total da nota, pois a contabilização de mercadorias sempre será custo contábil somado ao ICMS da operação, e o valor informado pelo usuário não será igual ao da contabilização.
    Este parâmetro não é recomendado para clientes que fazem apuração comercial de seus inventários, pois, atualmente, o inventário é apurado pelos valores brutos dos movimentos e não valores líquidos.

  • Gerar financeiro em operações de transferências entre lojas

Ao selecionar a opção SIM, serão geradas duplicatas financeira para as transferências entre lojas


  • Considerar ICMS do pedido como ICMS de entrada no recebimento por processamento do XML ? 

Este parâmetro permite que as informações de ICMS definidas na negociação do pedido sejam replicadas para a nota no momento do recebimento interestadual de mercadoria


  • Orientação da DANFE

Este parâmetro define como a NF-e será emitida no modo paisagem ou retrato. O padrão do parâmetro é o modo retrato.

Quando a orientação da NF-e for alterada as notas emitidas a partir desta alteração obedecerão a opção selecionada.

Transferência Interna

  • Quantidade máxima por produto permitida para transferência interna

Quantidade máxima que pode ser lançada de uma vez na transferência interna. Este parâmetro serve para impedir erros de lançamentos onde os usuário muitas vezes lançam quantidades muito altas


  • Controlar os produtos de consumo e insumo na transferência interna

Esta opção serve para definir se o sistema deve validar o lançamento de transferência interna apenas para produtos marcados como consumo ou insumo no cadastro, de acordo com o tipo de transferência interna selecionado


  • Permitir lançamento de transferência interna com estoque negativo ou zerado

Ativa ou não a verificação de saldo de estoque no momento do lançamento de transferência interna. Caso habilitado o sistema permitirá o lançamento do item mesmo que a quantidade seja maior que o saldo de estoque ainda que este saldo esteja zerado ou negativo


Trocas

  • Quantidade máxima permitida para lançamento no controle de trocas

Caso a quantidade máxima for zero o sistema ira deixar o usuário lançar qualquer quantidade


  • Permitir lançamento de trocas com estoque zerado ou negativo

Ativa ou não a verificação de saldo de estoque no momento do lançamento da troca. Caso habilitado, o sistema permitirá o lançamento do item mesmo este seja maior que o saldo de estoque ainda que este saldo esteja zerado ou negativo


  • Não permitir que o estorno de entrada de trocas gere estoque de trocas negativo

Habilitando esse parâmetro, não será possível realizar o estorno de entrada de trocas caso essa operação deixe o estoque de trocas negativo.


  • Tornar obrigatória a informação do setor operacional

Habilitando este parâmetro, será obrigatória a seleção de um setor operacional no lançamento de trocas e descarte forçado.


  • Tornar obrigatória a informação da ocorrência do lançamento de troca

Habilitando este parâmetro, será obrigatória a seleção de uma ocorrência no lançamento de trocas e descarte forçado.


Origem do valor na transferência entre lojas

É possível definir a origem dos valores dos itens em notas de transferências entre lojas. As opções são:

  • Custo bruto comercial:
    O valor da transferência será o custo bruto da mercadoria, desde que este valor, subtraindo o ICMS de saída da operação, seja igual ou maior que o custo contábil do produto. Caso seja menor, o valor da transferência será o Custo Contábil somado ao ICMS de saída da operação, isto é, “Custo Contábil / ( 1 – ICMS% )” pois, de acordo com os artigos 38 e 39 do RICMS/2000-SP, o valor da transferência pode ser em qualquer valor desde que não inferior ao custo da mercadoria. A contabilização de mercadorias será sempre no valor do custo contábil do produto no ato somado ao ICMS da operação. Quando a nota for recebida na loja destino, o custo comercial líquido médio e o custo contábil médio serão atualizados conforme os custos líquido comercial e contábil que estava na loja de origem quando a nota foi emitida, e o custo comercial bruto será atualizado pelos valores da nota fiscal. Exceto quando o ICMS for diferenciado na entrada de transferência, de acordo com o cadastro do produto, pois neste caso, o custo líquido e contábil que vieram da origem serão atualizados na entrada de acordo com a diferença entre o ICMS de origem e o de entrada.
    Neste parâmetro, principalmente nas transferências de produtos que foram recebidos com crédito de PIS/COFINS, a contabilização poderá não bater em seu total com o valor da nota de transferência, pois a contabilização de mercadorias sempre será no valor do custo contábil do produto somado ao ICMS da operação, e o valor da nota poderá ser no custo bruto comercial do produto, que pode ser maior que o custo contábil somado ao ICMS, logo, os valores totais de nota fiscal e de contabilização poderão não ser os mesmos.
    Também, caso o valor do produto na transferência seja alterado pelo usuário (há uma permissão específica para tal procedimento), a contabilização total poderá não bater com o valor total da nota, pois a contabilização de mercadorias sempre será no custo contábil somado ao ICMS da operação.
  • Custo contábil + ICMS:
    O valor da transferência será o Custo Contábil somado ao ICMS de saída da operação, isto é “Custo Contábil / ( 1 – ICMS% )”, independente de qual seja o valor do custo comercial do produto. A contabilização de mercadorias será no valor do custo contábil médio do produto no ato da operação. Quando a nota for recebida na loja destino, o custo comercial líquido médio e o custo contábil médio serão atualizados conforme os custos líquido comercial e contábil que estava na loja de origem quando a nota foi emitida, e o custo comercial bruto será atualizado pelos valores da nota fiscal. Exceto quando o ICMS for diferenciado na entrada de transferência, de acordo com o cadastro do produto, pois neste caso, o custo líquido e contábil que vieram da origem serão atualizados na entrada de acordo com a diferença entre o ICMS de origem e o de entrada.
    Caso o valor do produto na transferência seja alterado pelo usuário (há uma permissão específica para tal procedimento), a contabilização total poderá não bater com o valor total da nota, pois a contabilização de mercadorias sempre será custo contábil somado ao ICMS da operação, e o valor informado pelo usuário não será igual ao da contabilização.
    Este parâmetro não é recomendado para clientes que fazem apuração comercial de seus inventários, pois, atualmente, o inventário é apurado pelos valores brutos dos movimentos e não valores líquidos.
  • Custo da última entrada:
    O valor da transferência será o valor de custo da última entrada do produto. A contabilização do estoque ocorrerá de acordo com o valor da transferência e ICMS da operação. O custo líquido comercial médio da mercadoria, quando recebido na loja destino, será atualizado conforme nota fiscal da operação.
    Este parâmetro não é recomendado aos nossos clientes que tem contabilidade interna no ERP pois a contabilização de mercadorias será conforme o valor da transferência que será um valor comercial e não contábil.
  • Preço de venda:
    O valor da transferência será o valor de preço de venda do produto. A contabilização do estoque ocorrerá de acordo com o valor da transferência e ICMS da operação. O custo líquido comercial médio da mercadoria, quando recebido na loja destino, será atualizado conforme nota fiscal da operação.
    Este parâmetro não é recomendado aos nossos clientes que tem contabilidade interna no ERP pois a contabilização de mercadorias será conforme o valor da transferência que será no valor do preço de venda e não no valor de custo.

Origem do valor na venda entre lojas

É possível definir a origem dos valores dos itens em notas de vendas entre lojas. As opções são:

  • Custo médio
  • Custo da última entrada
  • Preço de venda

Sefaz

  • Dar ciência automaticamente no serviço de manifestação no destinatário

Habilitando esta opção, além da ciência automática em notas fiscais informadas pela SEFAZ, o sistema fará o download do XML para criar a nota fiscal.


Inventário Comercial

  • Trabalhar com o status de visualização de apuração do inventário

Habilitando este parâmetro será possível controlar a visualização de apurações de inventários de forma que apenas usuários autorizados poderão visualizar as apurações que ainda estão sendo analisadas. Esta funcionalidade só funcionará para inventários fechados após a habilitação deste parâmetro.


Integração

  • Permitir itens não cadastrados no processamento de arquivo XML nas operações entre lojas
  • Habilitando esta opção, o sistema permitirá que itens não cadastrados sejam processados nas operações de transferência/venda/bonificação entre lojas e incluídos como itens não pedidos.
    Quando esta opção estiver desmarcada, o sistema irá impedir o processamento do arquivo XML, de modo com que será necessário primeiro fazer o cadastro(s) do produto(s).
    Observação: Este parâmetro é utilizado em processos de implantação do ERP, onde é possível processar arquivos XML’s emitidos de outro software.

  • Considerar a tag cProd como PLU no processamento de arquivo de XML de notas de operações entre lojas
  • Habilitando esta opção, ao processar um XML de uma nota de operação entre lojas no recebimento de mercadorias, e o EAN NÃO for informado no XML,
    o código do produto (tag cProd) será considerado como um PLU na busca do produto no ERP (caso desabilitado será será considerado um código interno).
  • Desta forma, caso o código do produto do XML seja encontrado como PLU no cadastro, será considerado produto cadastrado para o processamento.
  • Observação: Este parâmetro é utilizado em processos de implantação do ERP, onde é possível processar arquivos XML’s emitidos de outro software.

    • Impedir o recebimento de mercadorias com emissão de devolução de compra no ato do recebimento
  • Esta opção só poderá ser habilitada no cenário onde nosso cliente está no processo de implantação e a emissão das notas ainda ocorre fora do ERP Bluesoft.
  • Quando o parâmetro estiver ativo, o recebimento de uma nota fiscal será impedido caso possua quantidades para ser emitida uma nota fiscal de devolução no ato do recebimento.
  • O mesmo irá ocorrer no recebimento de notas de operações entre lojas. 

CD – Centro de Distribuição

  • Custo o qual será utilizado como base ao realizar uma venda a cliente utilizando o processo de Distribuição Forçada por Destinatário finalidade venda a cliente. 

Preço de venda: O valor da venda será o valor de preço de venda do produto.

Custo da última entrada: O valor da venda será o valor de custo da última entrada do produto.

Custo Médio: O valor da venda será o custo bruto da mercadoria no momento do faturamento.


Transformação de produto

  • Extrair a quantidade da etiqueta de balança e sugerir como quantidade a ser transformada na versão mobile/PDA
  • Habilitando este parâmetro, ao coletar uma etiqueta de balança na transformação de produtos da versão mobile/PDA do ERP, a quantidade será extraída da etiqueta e já preenchida como sugestão de lançamento da transformação.
    Antes de habilitar este parâmetro, é importante deixar devidamente configurados os parâmetros de etiquetas de balança nas configurações do módulo de Varejo.
    Observação importante: Se a etiqueta estiver configurada para usar o valor total do produto no código de barra, o sistema vai calcular a quantidade dividindo o valor total da etiqueta pelo preço atual do produto no sistema.
    Portanto, caso seja esta a configuração padrão do cliente, é possível que a quantidade calculada pelo sistema seja diferente da que realmente estiver na etiqueta, pois pode ocorrer que o preço da etiqueta esteja defasado em relação ao preço atual do sistema.

Devolução no Ato do Recebimento

         Quando ativo permite emitir no ato do recebimento uma nota fiscal de devolução com o estoque fracionado ex: 0,840cx.
Para loja CD que usa endereço para armazenagem o fracionamento não é permitido, ou seja não será permitido receber produto em unidade fracionada.

Ocorrências


Através desta aba é possível visualizar todas as alterações realizadas nas configurações e os respectivos usuários responsáveis por elas.

Leave a Reply