Caminho da Funcionalidade no Sistema:

Administração > Lojas > Consulta e Pré-Cadastro de Lojas

Permissões de Usuário: MB__info

1639 – Alterar CPF/CNPJ

1674 – Alterar Dados Gerais de Lojas

1746 – Alterar dados no quadro societário

1675 – Alterar Endereços de Lojas

1994 – Cadastro de Incorporação de Loja

1744 – Consultar dados do quadro societário

1920 – Habilitar Ambiente NFS-e

1745 – Incluir dados no quadro societário

1891 – Incluir pré cadastro de loja

77 – Lojas Alterar

31 – Lojas Consultar

32 – Lojas Incluir

908 – Pessoa Alterar

906 – Pessoa Consultar

909 – Pessoa Excluir

907 – Pessoa Incluir

 

Pela tela de Consulta e Pré-Cadastro de Lojas é possível incluir e consultar informações das lojas cadastradas no sistema, também pode ser feita a incorporação (quando uma ou várias sociedades são absorvidas por outra, que lhes sucede em todos os direitos e obrigações) e alterações das informações.

Para utilizar essa ferramenta, devemos seguir os seguintes passos:

1) Acessar o menu de Administração > Lojas > Consulta e Pré-Cadastro de Lojas

consulta

2) Pré Cadastrar Loja: quando houver a necessidade de cadastrar uma nova loja no Bluesoft ERP, é necessário realizar um pré cadastro desta loja e entrar em contato com o nosso suporte pelo telefone (11) 5543-5406

pré cadastro loja

3) Número da Loja: Informar um número para a nova Loja;

4) CNPJ: informar o CNPJ da loja a ser cadastrada;

5) Razão Social: deverá ser informado o Nome da Razão;

6) Nome Abreviado: informar o nome fantasia da nova loja;

7) Inscrição estadual: informar o número da inscrição estadual e caso seja isenta, preencher como: ISENTO;

dados gerais

8) Salvar: Preencher os dados de endereço da nova loja com o GLN – Número Global de Localização e após clicar em Salvar;

endereços

Ao salvar, um e-mail será enviado para a Bluesoft e essa loja ficará com status de Aguardando Aprovação

aguardando aprov

Observação: Ainda nesse momento a loja não ficará disponível para uso no Sistema. O pré-cadastro será analisado pela Bluesoft para que sejam realizados os procedimentos comerciais.

Após a confirmação de inclusão da loja pela Bluesoft, é possível atualizar suas informações através dos seguintes caminhos:

9) Acessar o menu de Administração > Lojas > Consulta e Pré-Cadastro de Lojas e buscar a loja pelos filtros disponíveis;

consulta

Pela tela de Consulta e Pré-Cadastro de Lojas também é possível incorporar a loja, pelo botão de “Incorporar Loja”. Para saber mais, clique aqui.

incorporar

Ao escolher a loja que deseja editar, clicar no ícone de Captura de Tela 2016-01-05 às 11.07.50. A aba Loja habilita novas abas contendo as seguintes informações:

Aba Informações da Loja

Informações da loja (número, status, classificação pelo tamanho, área, número de funcionário, quebra permitida por operador, habilitar transferência de informações do venda on-line para o módulo Fechamento de Caixa, etc.);

Nessa aba encontra-se a opção “Habilitar operações de loja“. Habilitando esta opção, a loja estará habilitada a algumas operações de loja no ERP como, por exemplo, emissão de pedidos de compra.

 

Aba Contábil/Fiscal

Contábil/Fiscal (definições de perfil do SPED, CNAE, CNAE Secundário e regime tributário, etc.);

  • Responsável pelo recolhimento do ICMS por substituição tributária

Esse campo, além de habilitar a opção de emitir notas ficais com alíquotas substituídas, também gera informações para o registros do SPED Fiscal.

Quando a opção marcada for “Não” a GARE de ICMS ST é gerada no registro E111 do SPED Fiscal, quando a opção marcada for “Sim” a GARE de ICMS ST é gerada no registro E220 do SPED Fiscal.

  • Contabilidade responsável a ser informada no grupo de autorização do XML da NFe emitida

Nesse campo, o usuário informa qual o CPF/CNPJ da contabilidade responsável para envio no grupo de autorização do XML em NFe emitida.

Com a informação pessoas autorizadas podem fazer o download do XML da NF-e no portal nacional.


  • Permitir que notas fiscais de fornecedores do Simples Nacional sejam processados sem crédito de ICMS?

A partir do momento que este parâmetro for habilitado:

No recebimento de mercadorias, quando uma nota de um fornecedor de regime do Simples Nacional for recebida pelo processamento do XML, os produtos darão entrada com CSOSN 900 (exceto aqueles que tem CSOSN 201, 202, 203 ou 500). O ICMS original da nota será salvo como ICMS de Origem para usar como parâmetro de devolução de compra.

Se no recebimento de um fornecedor do Simples Nacional for criado um pedido pelo XML, independente da opção escolhida para tributação, o ICMS será de CSOSN 900 para todos os produtos deste pedido (exceto aqueles que tem CSOSN 201, 202, 203 ou 500).


Importante: Deverá observar o Tipo de Regime PIS/COFINS conforme a atividade da empresa, em algumas atividades o regime é diferenciado do Regime Tributário Lucro Real (Não Cumulativo) e Lucro Presumido (Cumulativo), observar Lei 10.833 artigo 10º.

É possível realizar a configuração das datas de vencimento das guias de ISS sobre serviços tomados, ISS sobre serviços prestados, ICMS, ICMS-ST, FCP e FCP-ST.

Se a data de vencimento for informada como dia fixo, o sistema irá gerar a data de vencimento da guia com o dia configurado, independente de ser dia útil ou não.

Se a data de vencimento for configurada como dia útil anterior, a data da guia será gerada no dia configurado no parâmetro mas se esse dia não for útil, iremos olhar para o dia útil anterior.

Se a data de vencimento for configurada como dia útil posterior, a data da guia será gerada no dia configurado no parâmetro mas se esse dia não for útil, iremos olhar para o dia útil seguinte.

É possível configurar qual o código de recolhimento que será gerado como padrão na guia do ICMS, ICMS-ST, FCP e FCP-ST, esse código é definido conforme o estado da loja e poderá ser cadastrado através da tela de cadastro do “Tipo de Receita Tributária”. 

 

Campo de Assinantes dos Livros Fiscais.

Deve ser preenchido para posterior geração dos arquivos da ECD, ECF e DCTF:

Na geração do SPED ECD, é obrigatória a assinatura de, no mínimo, um contador (900) e um representante legal como signatários da escrituração contábil (001) e como responsável legal “Sim”.

Ressaltando que o registro J930 Signatários – A partir do ano referência 2016, é obrigatório ter um signatário de qualificação 001 com os 8 primeiros dígitos do CNPJ da loja.

No SPED ECF, é obrigatório um contador (900) e um representante legal.

Para DCTF é necessário informar um contador.

As pessoas selecionadas como Outros Assinantes dos Livros serão listadas no Balanço e DRE, mas não serão enviadas no SPED contábil registro J930.

Permitir o envio dos valores da base de cálculo e valor de ICMS com substituição tributária na emissão de Nota Fiscal: Habilitando esta opção, o sistema preencherá as tags vBCSTRet e vICMSSTRet no XML da NF-e faturada apenas no módulo Força de Vendas, com os valores da base de cálculo e o valor de ICMS com substituição tributária que foram calculados com base nas informações das últimas entradas.

 

Como é realizado o calculo do destaque do imposto referente a Implementação da CAT 42/2018:

Exemplo de um XML de venda com destaque do imposto:

1) Para que o imposto seja destacado deve ser habilitado no cadastro “Loja” o parâmetro “Permitir o envio dos valores da base de cálculo e valor de ICMS com substituição tributária na emissão de Nota Fiscal.”

 

No exemplo do XML acima, no qual foi faturado o produto Achocolatado Bluesoft LT 900G, foi realizado o recebimento de duas notas conforme imagem ilustrada abaixo:

Primeira nota:

Quantidade de Compra: 432

Base de ICMS: (388,66 -10,49%) =R$ 347,8896

Valor de ICMS: (347,8896 * 12% )= R$ 41,7467

Alíquota: 25%

Base ST: ((388,66 + 85,51) +61,67% = 766,590639

Valor de ST: (766,590639 * 25%) – 41,7467 = R$ 149,90095975

Segunda nota:

Quantidade de Compra: 432

Base de ICMS: (2088 – 10,49%) = R$ 1868,9688

Valor de ICMS: (1868,9688 * 12% )= R$ 224,276256

Alíquota: 25%

Base ST: (2088+61,67%) = 3375,6696

Valor de ST: (3375,6696 * 25%) – 224,276256 = R$ 619,641144

Após o recebimento, quando for realizado o faturamento do produto em questão, será utilizado o cálculo do Imposto conforme ilustrado abaixo:

2) Caso a nota de entrada tenha sido utilizada como referência para nota de saída, somente será permitido o seu cancelamento após o cancelamento da nota de venda ou sua recusa, (processo de estorno dos valores do imposto em nota de recusa será implementado em versão futura).

3) Ao realizar a emissão de cada nota fiscal, internamente será associado quais notas fiscais e quantidade foram utilizadas de cada nota fiscal de entrada.

4) Caso o estoque esteja divergente em relação a quantidade obtida através da Nota Fiscal de Entrada, a emissão não será bloqueada. Exemplo:

O estoque atual do produto Achocolatado Bluesoft 900G LT possui atualmente 100 itens decorrentes de uma Nota Fiscal de Entrada. Um ajuste de estoque foi realizado e o estoque atual foi alterado para 200 itens. Ao realizar o faturamento de 200 caixas, o imposto utilizado será baseado ao da Nota Fiscal de Entrada dos itens em estoque, antes do ajuste de estoque.

5) Se houver devolução da compra, iremos gravar os valores parciais (considerando quantidade recebida) para usar no calculo da venda;

6) Quando uma Nota Fiscal de Entrada possuir o ICMS10 ou ICMS70, como não possuem a TAG <vICMSSubstituto>, será necessário utilizar um calculo proporcional do valor utilizado na Nota Fiscal de Saída.

7) Quando uma Nota Fiscal de Entrada com ICMS60 ou ICMS500 não possuir o valor das TAGS <vBCSTRet>, vICMSSubstituto> e <vICMSSTRet> o valor será utilizado na Nota Fiscal de Saida sem a aplicação de nenhum calculo, enviando o valor dessas TAGS como ZERO.

8) Caso seja feita a inclusão manual de uma Nota Fiscal de Entrada com ICMS60, os valores relacionados as TAGS

<vBCSTRet>,vICMSSubstituto> e<vICMSSTRet> não serão gravados.

Importante destacar:

Se houver uma compra com ST e a venda ocorrer com quantidade maior, calcularemos a ST apenas sobre a quantidade comprada e disponível;
Após efetuar uma venda que use as informações de ST da compra, não é mais possível efetuar o cancelamento (para isso é preciso cancelar a venda primeiro);
Se houver uma devolução da compra, será considerada a quantidade recebida para ser utilizado no cálculo da venda;

Caso o valor do parâmetro for zero o vencimento será o mesmo da emissão da duplicata.


  • Composição de Despesas Acessórias na emissão de nota fiscal de importação direta

Neste parâmetro, o usuário irá definir a composição do valor descrito no campo Despesas Acessórias, na emissão de notas de importação direta, entre as opções:

O total de despesas tributadas e não tributadas dos itens subtraindo os impostos (PIS, COFINS, II e ICMS): Ao se utilizar desta opção, no momento da emissão da nota de importação, o ERP irá se basear nos valores de despesas tributadas e não tributadas para somar e depois subtrair os impostos para assim compor o campo Despesas Acessórias da nota fiscal que será emitida.

O total de despesas aduaneiras dos itens: Ao se utilizar desta opção, no momento da emissão da nota de importação, o ERP irá se basear somente nos valores de despesas aduaneiras para compor o campo Despesas Acessórias da nota fiscal que será emitida.


Aba: Livros Fiscais / Demonstrativos:

Tipos de lojas para agrupamento nos demonstrativo contábeis:

Neste campo poderá definir se as contas da loja em questão deveram ser agrupadas nos relatórios contábeis como: LOJA ou CD.

Número de Ordem do Registro de Entradas: Número do último livro de entrada gerado.

Número de Ordem do Registro de Saídas: Número do último livro de saída gerado.

Número de Ordem do Registro de Inventário: Número do último livro de inventário gerado.

Número de Ordem do Registro de Apuração do ICMS: Número do último livro de ICMS gerado.

Número de Ordem do Registro Controle da Produção e do Estoque: Número do último livro de Registro Controle da Produção e do Estoque.

Número da Última Página do Registro Controle da Produção e do Estoque (continuação sistema anterior): Número da última página do livro de Registros Controle da Produção e do Estoque do sistema anterior.

Aba: Inscrição Estadual das UFs.

A empresa ao praticar operações interestaduais de mercadorias com ICMS ST e Diferencial de Alíquotas (Emenda 87/2015) é obrigada a recolher o ICMS por operação quando não tiver IE na UF de destino, e quando houver IE na UF destino poderá recolher o ICMS por apuração. Caso a loja possuir Inscrição Estadual na UF de destino deverá cadastrar o IE na respectiva UF para emissão da NF-e e posterior apuração, informando os códigos da guia de recolhimento e suas respectivas datas.

1)- Nesta aba será possível configurar as variáveis para a geração de Guias nas operações interestaduais de saída que incidam os impostos DIFAL, FCP e ICMS-ST.

2)- Para realizar uma configuração será necessário escolher uma UF e em seguida clicar em Adicionar Estado.

3)- Após incluir o Estado será disponibilizado 5 combos para configurações:

  1. IE: Inscrição Estadual a ser informada, caso possua.
  2. Dia do vencimento: Data do vencimento da Guia Gerada.
  3. Referência: Caso o vencimento escolhido caia em um dia não útil, há a opção de manter a data, antecipar para o dia útil anterior ou adiar para  dia útil posterior.
  4. Tipo de Receita Tributária: Código de recolhimento da Guia que deve ser cadastrado no Fiscal > Cadastro > Tipo de receita tributária.
  5. Base de Cálculo Difal: Definir se será Simples, Dupla, Dupla com FCP, Dupla somente Destino, Dupla somente Destino com FCP ou Dupla somente Destino com FCP excluindo ICMS da Origem.
  • Temos ainda os botões de Ação, que Salva toda alteração/inclusão feita ou exclui toda a configuração definida para o Estado.

4)- Caso não haja Tipo de receita tributária cadastrada, o ERP irá evidenciar que precisa ser cadastrada:

5)- O campo da IE funciona da seguinte forma:

  • Caso seja Informado um numero de IE dentro deste campo, significa que o a loja tem uma IE de recolhimento naquela UF, logo, as guias de recolhimento serão geradas somente dentro do Regime Periódico de Apuração da loja, ou seja  quando for apurar os impostos do mês e a data de vencimento informada no campo “Dia do Vencimento”será usada para gerar a guia.

  • Caso a IE Não seja informada dentro do campo, significa que o a loja não tem IE de recolhimento naquela UF, logo, as guias de recolhimento serão geradas somente no faturamento da nota fiscal, desta forma o cliente paga a guia antes da apuração mensal e a data de vencimento dessas guias será sempre igual a data de emissão da NF-e.

6)- Existem alguns Estados onde o recolhimento do FCP e do DIFAL é feito em Guias separadas e Estados que exigem que os valores sejam somados e recolhidos em uma única Guia.

  • Caso o Estado exija que as guias de DIFAL e FCP sejam separadas, basta realizar a configuração completa dos dois impostos na tela.

  • No cenário do Estado exigir que o recolhimento de DIFAL e FCP sejam somados em Guia única, basta realizar a configuração apenas do DIFAL, as configurações do FCP devem estar totalmente em branco para gerar a Guia única somando o FCP+ DIFAL.

7) – Esta tela possui gravação de ocorrências individual, para consultar qualquer alteração basta clicar no botão exibido a baixo;

Aba: Parametros SPED.

1) Nesta aba é possível definir se irá aparecer ou não uma nova aba “Doc. De arrecadação SPED” na tela de escrita fiscal:

2) Nesta aba é possível realizar a configuração para que os SPEDs ICMS/IPI e Contribuições sejam gerados considerando o código PLU principal do cadastro do produto no preenchimento dos registros dos SPEDs.

Ao selecionar o parâmetro todos os arquivos SPEDs ICMS/IPI e contribuições serão gerados utilizando o código PLU do produto:

Na mesma aba, há o campo  “Data Limite de envio do PLU no lugar do código interno no SPED” nele é possível informar até quando o SPED será gerado considerando o PLU:

Este parâmetro deve ser utilizado em casos onde ocorra o faturamento de NF-e e CF-e em sistemas ERP diferente do Bluesoft e esses documentos sejam integrados posteriormente ao ERP Bluesoft.

Após atingir a data limite a geração do SPED será feita considerando o código interno novamente.

Aba Equipamentos

Equipamentos (definição de equipamentos e sistemas terceiros para PDVs, balanças, etiquetas e terminais de consultas);

Observação, Não é possível usar um local de estoque que seja do tipo Unificado como padrão!

Aba Funcionários

Funcionários (inclusão e exclusão de funcionários na loja. Os funcionários devem ser previamente cadastrados no módulo Cadastro de Pessoas: Funcionários);

Aba Usuários

Informações dos usuários que estão vinculados na loja selecionada.

Aba Logística

Local de Estoque Padrão:  definição do estoque padrão da loja, ou seja, local padrão de entrega utilizado pelo módulo de Recebimento de Mercadorias ao confirmar a Nota Fiscal;

Local de Estoque para a Baixa de venda: definição de qual local de estoque deve ser realizado a baixa do estoque do produto vendido, ou seja de qual local deve ser debitado o estoque ao realizar a baixa de venda do PDV.

Local de Estoque para a Baixa da Produção é o local utilizado para realizar a movimentação de entrada e saída de produtos para composição e armazenamento dos produtos produzidos .

Local de Estoque para a reserva do pedido e-commerce para a Baixa de venda realizada pelo e-commerce: definição de qual local de estoque deve ser realizado a baixa do estoque do produto vendido, ou seja, de qual local deve ser debitado o estoque ao realizar a baixa de venda do e-commerce.

No cadastro da loja é onde definimos qual é cada local padrão de estoque, ou seja, qual é utilizado para armazenar as mercadorias, de qual deve realizar a baixa de estoque no processamento da baixa de venda e de onde deve ser realizado a movimentação de produtos utilizado na ordem de produção.

Aba Quadro Societário

Quadro Societário (definição dos sócios que compõem a empresa).

Aba Operações

Configurações de Operações da Loja.

Desprezar margem de quebra: Habilitando esta opção, o sistema não irá gerar quebra prevista para esta loja.

Habilitar auditoria de presença com ressuprimento automático: Habilitando esta opção, a auditoria de presença não gerará mais o PDF de ressuprimento, mas gerará um lote automático de movimentação em locais de estoque. Portanto, somente lojas com mais de um local de estoque cadastrado pode habilitar esta opção.

Usa Etiqueta com barra e preço: Habilitando esta opção, o sistema vai dar um alerta caso a barra coletada na auditoria de preço mobile não ter preço de venda, pois nesta situação o usuário deverá informar se o preço da etiqueta está errado.

Habilita integração frente de caixa Zanthus para Pedido de Venda Balcão: Habilitando esta opção, será possível faturar o Pedido de Venda Balcão pelo frente de caixa Zanthus.

URL de Integração com Pedido Zanthus: URL do recurso de Pedido Zanthus que será utilizada na integração caso a opção acima esteja marcada como Sim.

Código da loja para integrações: O valor informado nesse campo será utilizado para integrações com sistemas de terceiros. Por exemplo na importação de movimentos contábeis.

Definir campos de assinatura na impressão da Análise de Contagem do Inventário: Ao informar o valor SIM será possível cadastrar assinaturas que serão exibidas na impressão da análise do inventario.

Usuário de acesso ao EDI de pedidos da Neogrid: Esse usuário será usado para realizar a integração de pedidos via EDI de pedido com a Neogrid.

Senha de acesso ao EDI de pedidos da Neogrid: Essa senha será usado para realizar a integração de pedidos via EDI de pedido com a Neogrid.

Incluir prefixo 9 no arquivo de preços do PDV Emporium: Habilitando esta opção, será incluído o prefixo 9 no código dos produtos do arquivo de exportação de preços do PDV Emporium. Lembrando que esta opção somente estará disponível para parametrização se na aba Equipamentos estiver selecionado os PDV’s como Emporium, caso contrário a opção de incluir o prefixo não irá aparecer na aba Operações.

Aba E-commerce

Configurações de e-commerce da loja.

Nome no e-commerce: Nomenclatura exibida ao acessar o e-commerce.

Prazo pra Separação: Informar um prazo para separação do pedido em horas.

Prazo pra Retirada: Informar um prazo para retirada do pedido em horas, esse parâmetro é responsável para definir o tempo em horas que o cliente possui para realizar a retirada do produto após o horário selecionado.

Prazo Agendamento da Entrega: Quantidade de dias máximo para agendamento da entrega. Ao informar a quantidade de dias, na etapa de agendamento no e-commerce será exibido somente essa quantidade de dias para o usuário agendar suas compras.

Prazo Agendamento da Retirada: Quantidade de dias máximo para agendamento da retirada. Ao informar a quantidade de dias, na etapa de agendamento no e-commerce será exibido somente essa quantidade de dias para o usuário agendar suas compras.

Horário de Funcionamento: Informar qual o horário de funcionamento da loja.

Tipos de Agendamento/Modalidade

Esta configuração, além de habilitar a opção de agendamento, também é utilizada para Habilitar e Desabilitar as modalidades disponíveis no E-commerce.

  • Entrega: Caso seja configurado como (SIM), a modalidade de Entrega estará disponível no site e o cliente poderá realizar o agendamento para entregas no endereço informado.
  • Retirada: Caso seja configurado como (SIM), a modalidade de Retirada estará disponível no site e o cliente poderá realizar o agendamento para retiradas.

Caso estejam configuradas como (NÃO), as modalidades não ficarão disponíveis no site do E-commerce.

Obs.: A modalidade Entrega só estará disponível no site se houver frete cadastrado e ativo nas Configurações de E-commerce.

Horários de Agendamento

  • Dia Inicial: Informar o dia inicial para o agendamento.
  • Dia Final: Informar o dia final para o agendamento.
  • Horário Inicial: Informar a hora que inicia o agendamento.
  • Horário Final: Informar a hora que finaliza o agendamento.
  • Quantidade de Pedidos: Informar a quantidade de pedidos que serão realizados o agendamento.
  • Entrega e Retirada: Informar se a Entrega ou Retirada estará disponível para o dia informado.

Turnos de Entrega/Retirada

  • Descrição: Informar uma descrição para os turnos de entrega e retirada.
  • Horário Inicial: Informar um horário inicial para realizar a separação por turnos.
  • Horário Final: Informar um horário final para realizar a separação por turnos.
Comments are closed.