Caminho da Funcionalidade no Sistema:

Estoques e NF-e >> Conhecimento de Transporte >> Processamento CT-e

Permissões de Usuário: MB__info

Número – Nome da Permissão

2298 – Importar NF CT-e

O Governo Federal liberou em 2015 um serviço chamado “CTeDistribuicaoDFe” para consulta de todos os CTe’s que uma empresa esteja envolvida no processo comercial.

Este serviço permite que um ator do CT-e tenha acesso aos documentos fiscais eletrônicos (DF-e) que não tenham sido gerados por ele e que sejam de seu interesse.

A distribuição ocorrerá para os atores que desempenham papéis de emitente, destinatário, remetente.


Através deste serviço o Bluesoft ERP irá obter a lista completa de todos os CTE’s emitidos contra o seu CNPJ e os seus respectivos XML’s direto da SEFAZ.

Além disso o usuário poderá selecionar todos os XML’s obtidos na SEFAZ, e processa-los para criação dos documentos fiscais.

Para que os próximos passo possam ser realizados, alguns pré-requisitos devem ser atendidos:

  • O CNPJ que será consultado na SEFAZ deve ser de uma loja cadastrada no sistema.
  • A loja que deseja consultar os CTE’s deve possuir um Certificado Digital.

Cronograma de consultas

O sistema Bluesoft ERP irá consultar a cada uma hora os CTE’s emitidos contra o seu CNPJ, e salvará seus respectivos XML’s.

A cada consulta no Web Service da SEFAZ, são retornados no máximo 50 arquivos que serão processados e salvos.


Por quanto tempo os documentos estarão disponíveis para consulta?

Os documentos fiscais eletrônicos estarão disponíveis para distribuição por até 3 meses após sua recepção pelo Ambiente Nacional do CT-e.

Após o período este período, a consulta de um CTe poderá ser feita somente via Chave de Acesso direto no Portal do CTe.


Consulta dos conhecimentos de transporte salvos

Os XML’s salvos podem ser consultados através do módulo Processamento CT-e

Para utilizar essa ferramenta, devemos seguir os seguintes passos:

1) Acessar o módulo Estoques e NF-e >> Conhecimento de Transporte >> Processamento CT-e


2) Agora devemos selecionar a loja desejada, escolher a opção Pendente no campo status e clicar em BUSCAR:


3) A consultar listará todos os conhecimentos de transportes emitidos contra a loja filtrada:


4) Ao selecionar um ou mais conhecimentos de transportes o botão PROCESSAR XML será habilitado:

Só será possível selecionar arquivos com o status Pendente ou Falhou


5) O intuito desta opção é gerar os documentos fiscais para os XMLs salvos anteriormente.

Após selecionar os documentos desejadas e clicar em PROCESSAR XML, devemos selecionar a data de recebimento, podendo ser uma data retroativa se necessário:


6) Após selecionar a data e clicar em PROSSEGUIR, o sistema iniciará a criação dos documentos fiscais:


7) Após o término do processamento, uma mensagem de sucesso será apresentada ao usuário:


8) Clicando em BUSCAR será possível visualizar o documento fiscal importado:


9) Caso existiam erros, o status do arquivo ficará como FALHOU e clicando sobre o link será possível visualizar os detalhes do erro:


10) Após a correção dos erros, basta selecionar o documento e clicar em PROCESSAR XML novamente:


11) Caso não existiam erros, o status do arquivo ficará como PROCESSADO e será possível ver o documento fiscal clicando sobre o número do mesmo:


Ao processar esse documento fiscal serão geradas as seguintes informações:

  • Duplicada de Pagamento:

Observação: A data de vencimento da duplicata será definida pelos dados de cobrança da transportadora que prestou o serviço. Caso a transportadora não tenha dados de cobrança cadastrados, o vencimento da duplicata será á vista, isto é, a mesma data de recebimento da CT-e.

  • Escrita Fiscal:

A data da contabilização será a informada no inicio do processo de criação do documento fiscal (data recebimento):


Para contabilização da CT-e fiscal serão utilizados os seguintes mapas contábeis:

Lojas com ramo de atividade Indústria:

  • CUSTO COM FRETES
  • SERVIÇOS DE TRANSPORTE A PAGAR

Lojas com ramo de atividade diferente de indústria:

  • FRETE SOBRE COMPRAS
  • SERVIÇOS DE TRANSPORTE A PAGAR

Qual CNPJ do xml será considerado como tomador do serviço?Isto depende de como a tag <toma3> do xml está preenchida.Segundo a documentação da SEFAZ, a regra utilizada será a seguinte:

  • Caso esteja preenchido o valor 0 nesta tag, usaremos o CNPJ do Remetente.
  • Caso esteja preenchido o valor 1 nesta tag, usaremos o CNPJ do Expedidor.
  • Caso esteja preenchido o valor 2 nesta tag, usaremos o CNPJ do Recebedor.
  • Caso esteja preenchido o valor 3 nesta tag, usaremos o CNPJ do Destinatário.

Se o tomador for uma loja, o XML será processado, caso não, será ignorado.

Informações Importantes:

  • O ICMS em CT-e importadas por esse módulo será 090 – Outros.
  • Arquivos que não são CT-e (conhecimento de transporte eletrônico) serão ignorados.
  • Arquivos onde o CNPJ do destinatário (loja) não esteja cadastrado serão ignorados.

Vincular CT-e a notas de recebimento de mercadoria

1) Enquanto o CT-e estiver com o status de “Pendente”é possível vincular uma ou mais notas de recebimento de mercadoria, para isso clique em Ações e em Vincular notas fiscais ao CT-e :


2) Caso o XML do CT-e possua chaves das notas que foram feitas o transporte o sistema irá buscar e apresentar em Notas encontradas pela Chave ou incluídas:


3) Clicando em incluir é possível vincular mais notas ao CT-e:


4) Para buscar as notas para a vinculação podemos usar os seguintes filtros:

  • Loja – Por padrão será filtrado apenas notas da loja que o CT-e pertence
  • Fornecedor – Permite buscar notas de um fornecedor
  • Período de emissão – Permite buscar notas por um período de emissão de até 31 dias
  • Número da nota fiscal –  Permite buscar pelo número da nota fiscal
  • Chave – Permite buscar pela chave da nota fiscal

Clicando em Incluir notas selecionas o sistema irá inserir as notas selecionas para serem vinculadas ao CT-e.

Obs: Não serão listadas notas que já estiverem vinculadas a outro CT-e e que já possuirem valor de frete.


4) Selecionando as notas e clicando em Ratear frete CT-e nas notas selecionadas o sistema irá ratear o valor da CT-e pelas notas que foram selecionas de acordo com o valor de cada uma:

Caso seja necessário informar um valor diferente do rateio, é possível clicar na coluna frete e alterar o valor desde que a soma dos valores de frete seja igual ao valor total da CT-e.

Quando os valores de frete estiverem preenchidos é possível clicar em confirmar.

OBS: As notas fiscais que estiverem vinculadas a um CT-e só poderão ser confirmadas após o CT-e estiver com o status de processado.

Em Notas encontradas pela Chave que não estão aptas para vinculação o sistema lista as notas que estão nas seguintes condições:

  • Notas que ainda não existem na base de dados;
  • Notas que já foram fechadas;
  • Notas que já possuam um valor de frete.

5) Após as notas serem vinculadas, processe o XML conforme informado acima. Quando o status do CT-e estiver processado o valor de frete rateado será inserido na nota. O tipo de frete deve ser por conta do destinatário:


6) Ao confirmar a nota de recebimento será gerado os seguintes dados:

  • Duplicata
  • Escrita Fiscal

Não terá contabilização de frete na mesma partida dobrada de contabilização do recebimento da nota. Será gerada uma partida a parte referente o estorno de despesa com frete (já contabilizada no processamento do CT-e) para compor o valor das mercadorias.

Leave a Reply