Caminho da Funcionalidade no Sistema:

Compras > Cadastros > Pessoas > Cadastro de Fornecedores

Permissões de Usuário: MB__info

1522 – Central de Relatórios do Produto
1185 – Código de Referência e Descrição do Produto do Fornecedor
151 – Fornecedor_Divisão Alterar
149 – Fornecedor_Divisão Consultar
150 – Fornecedor_Divisão Excluir
152 – Fornecedor_Divisão Incluir
3546 – Fornecedor Divisão Alterar Status
56 – Fornecedores Alterar
34 – Fornecedores Consultar
67 – Fornecedores Excluir
45 – Fornecedores Incluir

 

Segundo o Código de Defesa do Consumidor: “Fornecedor é toda pessoa física ou jurídica, pública ou privada, nacional ou estrangeira, bem como os entes despersonalizados, que desenvolvem atividades de produção montagem, criação, construção, transformação, importação, exportação, distribuição ou comercialização de produtos ou prestação de serviços”

Para realizar o cadastro básico de pessoa, clique aqui.

Acesse: CRM > Cadastros > Pessoas
Buscar: Após informar o nome ou CPF/CNPJ da pessoa desejada para incluir como Fornecedor, clique em ;
Tipos de Pessoa: Na aba de “Tipos de Pessoa“, selecione a opção de “Fornecedor” através do botão de .

Ao clicar em da opção de “Fornecedor” será aberta uma tela para realizar as seguintes configurações da pessoa do tipo Fornecedor:

  1. Código: Numero do código de cadastro da pessoa;
  2. Destinatário da Devolução de Vasilhame ou Sacaria: Esta opção permite definir um outro destinatário para emissão da Notal Fiscal de Retorno de Vasilhame ou Sacaria. Em alguns casos faz-se necessário emitir Nota Fiscal de retorno de vasilhame ou sacaria para um outro destinatário, diferente do emitente da Nota fiscal de origem. Esta opção permite definir um outro destinatário para emissão da Nota Fiscal de retorno vasilhame ou sacaria. Caso necessário clique no ícone de  p para selecionar um fornecedor;
  3. VAN EDI: É possível informar mais de uma VAN EDI por fornecedor, ao salvar uma VAN EDI o sistema habilita o parâmetro que permite selecionar um CNPJ padrão por loja;
  4. Compra Suspensa: o intuito deste status é bloquear a compra deste fornecedor;
  5. Permitir lançamento manual de Nota Fiscal? Caso seja permitido o lançamento manual de Nota Fiscal, é possível efetuar o lançamento manualmente via Recebimento de Mercadorias sem o recebimento do XML da NF-e. Caso contrário, o sistema deve receber um arquivo XML gerado pelo site da Nota Fiscal Eletrônica;
  6. Permitir criar o pedido de compra através da Nota Fiscal: Permitir criar o pedido de compra através da Nota Fiscal: Caso seja permitido a criação do pedido através da Nota Fiscal, o sistema irá criar o pedido de compra com base nas informações do XML, como os Custos, Quantidades e as Tributações;
  7. ICMS desonerado é abatido no valor total da nota fiscal?: Definirá como será feita a validação de totais no recebimento de uma nota fiscal. Quando NÃO indica que o fornecedor enviar o valor de ICMS desonerado na nota fiscal, mas esse valor não é abatido no valor total da nota fiscal. Quando SIM o valor de ICMS desonerado é abatido no valor da nota fiscal;
  8. Permitir emissão de nota fiscal própria de entrada: esta opção deverá ser informada como Sim, quando o fornecedor não for obrigado a emitir nota fiscal de mercadorias ou bens, onde deve-se realizar a emissão de nota fiscal própria de entrada para efetuar o recebimento. Obs.: Tanto para pessoa jurídica ou física;
  9. Permitir lançamento de Nota Fiscal despesas com consumo? Habilitando este parâmetro para usuários que tem a permissão (2284 – Transformar nota fiscal em despesa com consumo), será possível transformar notas fiscais de compra em uma nota fiscal de compra para consumo. O objetivo facilitar o lançamento de pequenas despesas de uma loja ou setor, sem a necessidade de cadastrar produtos ou criar um pedido de compra;
  10. Permitir o processamento do XML de Retorno de Industrialização? Habilitando este parâmetro será permitido o processamento do XML da nota de retorno de industrialização. Neste processamento, o recebimento não exigirá um contrato financeiro de tomada de serviço estadual para lançar os serviços. Frisando que somente no processamento do XML é que o contrato não será necessário e, no caso do lançamento manual da nota, continuará sendo necessário um contrato financeiro para o serviço ser informado;
  11. Regime Tributário (CRT): permite definir se o regime tributário é Regime Normal, Simples Nacional, Simples Nacional – excesso de sub limite de receita bruta ou Simples Nacional – Microempreendedor Individual – MEI.
  12. Ramo de Atividade: industria, atacado, distribuidor ou varejo;
  13. Produtor Rural: Identifica se o fornecedor é produtor rural. Caso o fornecedor seja produtor rural, no momento da confirmação do Recebimento de Mercadorias é emitida uma nova Nota Fiscal  em nome do produtor rural.
  14. Permite solicitar adiantamentos no portal: Ao selecionar que sim, será apresentada uma opção de selecionar o “Tipo de Taxa”. O tipo de taxa de antecipação trata-se do tipo de percentual calculado, ao selecionar FIXO o cálculo é feito a partir da porcentagem, já no MENSAL o cálculo é feito proporcional ao prazo de vencimento do título (de acordo com a quantidade de dias antecipados). E um campo para selecionar o porcentagem do desconto;
  15. Status de Aprovação do Fornecedor: Enquanto o status de aprovação do fornecedor estiver “Aguardando Aprovação“, ou “Reprovado“, não será possível criar nenhuma divisão para o fornecedor. Caso o status seja “Aprovado“, será criada uma divisão e não será mais possível alterar o seu status de cadastro. Para que cadastros de novos fornecedores sejam submetidos à aprovação é necessário habilitar esta opção nos Parâmetros do Módulo de Compras;
  16. Gerencia Anexos: É possível gerenciar anexos no cadastro de um fornecedor. Assim o nosso cliente poderá anexar documentos ao cadastro do fornecedor para posterior consulta. Para gerenciar anexos é necessário uma das duas permissões “2586 – Gerenciar anexos no cadastro do fornecedor” e “2587 – Baixar anexos no cadastro do fornecedor“;
  17. Antecipação do pagamento da guia de Icms: Selecione se será “Por conta da loja” ou “Por conta do fornecedor
  18. Grupo do Fornecedor para Integração: Essa opção tem a função de classificar o fornecedor em um grupo para ser enviado na integração com terceiros a partir da API de Fornecedores. Lembrando que para vincular um Grupo de Fornecedor aos Fornecedores é necessário ter a permissão – Alterar grupo para integração do fornecedor 3359 Para saber mais sobre o Grupo do Fornecedor para Integração, clique aqui.
  19. Receber no romaneio lotes e datas do rastreio: Quando esta opção for selecionada neste cadastro de fornecedor, na lançamento da entrada de uma nota fiscal do tipo recebimento de mercadorias cujo emitente é referente este cadastro, será recebido, ao chegar pela primeira vez na tela do romaneio, o número de lote, data de validade, data de fabricação e quantidade por lote, a partir do XML (tag rastro);
  20. Considerar despesa tributada do IPI para importação: Quando habilitado o ERP passará a considerar o campo Despesa Tributada do IPI na negociação e no recebimento de mercadorias para fazer parte da base de cálculo do IPI em notas fiscais de importação;
  21. Salvar: Após preencher as informações desejadas, clique em .

VAN EDI:  Identifica o fornecedor que efetuará a transferência dos dados dos pedidos

Atualmente existem as seguintes opções:

  • GXS
  • GXS OpenText
  • Neogrid

É possível informar mais de uma VAN EDI por fornecedor, ao salvar uma VAN EDI o sistema habilita o parâmetro que permite selecionar um CNPJ padrão por loja:


Quebra 180 linhas EDI GXS ? Habilitando esse parâmetro, ao efetuar o download do pedido de compra para as vans GXS ou GXS Open Text, o arquivo será limitado a 180 linhas. Nesse cenário serão gerados múltiplos arquivos para o mesmo pedido.

O download do arquivo será em formato .zip, quando o pedido gerar múltiplos arquivos.

VAN EDI: GXS OpenText

Ao selecionar a VAN EDI GXS OpenText um campo de diretório é aberto e seu preenchimento é obrigatório para esta VAN EDI. O campo deve ser preenchido com o diretório do servidor FTP que será salvo o arquivo do pedido, caso não seja informado, o GLN será considerado o nome do diretório.

Imagem do campo VAN EDI preenchido sem o GXS OpenText, o novo campo de preenchimento não aparece

Após inseri-lo o campo é aberto para preenchimento

Para saber mais sobre GLN, clique aqui.

Mesmo que seja preenchido outra VAN EDI além da GXS OpenText o campo de preenchimento do diretório será solicitado e caso o usuário tente salvar a tela sem preenche-lo será exibido uma mensagem

Estes diretórios são diferentes para cada cliente da Bluesoft e fornecedor. Geralmente a estrutura deste diretório é:

/GLN_Principal_Do_Cliente:/GLN_Fornecedor:/*BIN

Onde:

GLN_Principal_Do_Cliente: GLN principal do cliente da Bluesoft. Isto deve ter sido definido entre nosso cliente e a Van.
GLN_Fornecedor: Geralmente o GLN do fornecedor que é usado para envio dos arquivos.

Entretanto, apesar da estrutura acima ser a mais comum, ela pode ter exceções onde, por exemplo, no lugar de “GLN_Fornecedor” tenha uma outra identificação do fornecedor, diferente do GLN.

Logo, é necessário que nosso cliente providencie esta informação com a Van. Sem esta informação não será possível enviar o pedido no EDI Comercial. Também é importante frisar que, se o diretório for informado erroneamente, o pedido não chegará em seu destino correto ao enviar via EDI.

Após preenchimento do diretório, será possível salvar normalmente

Observação: O descritivo do Diretório GXS Opentext é limitado a 100 caracteres.


CNPJ Padrão utilizado no arquivo EDI: o parâmetro permite selecionar um CNPJ padrão a ser enviado no arquivo EDI por loja:


Receber no romaneio lotes e datas do rastreio: Quando esta opção for selecionada neste cadastro de fornecedor, na lançamento da entrada de uma nota fiscal do tipo recebimento de mercadorias cujo emitente é referente este cadastro, será recebido, ao chegar pela primeira vez na tela do romaneio, o número de lote, data de validade, data de fabricação e quantidade por lote, a partir do XML (tag rastro).


Considerar despesa tributada do IPI para importação: Quando habilitado o ERP passará a considerar o campo Despesa Tributada do IPI na negociação e no recebimento de mercadorias para fazer parte da base de cálculo do IPI em notas fiscais de importação.


Dados do Produtor Rural:

Estes dados serão utilizados caso o campo Produtor Rural esteja definido como SIM.

Código e Descrição da Natureza Jurídica: 

Indicativo de Aquisição: 

Retenção Funrural:

Matrícula CEI:

Produtor Rural emite Documento Fiscal:

Emitir Contra Nota para esse fornecedor?

Número Matrícula CEI: 

RAT(%):

SENAR(%):

O RPS, aprovado pelo Decreto nº 3.048/99, em seu art. 201, § 15, dispõe que considera-se receita bruta o valor recebido ou creditado pela comercialização da produção, assim entendida a operação de venda ou consignação, então não será gerado valor de Funrural para operação de bonificação.

 

Divisão

Permite dividir os produtos do fornecedor em segmentos. Dessa maneira, é possível efetuar Contratos de Fornecimento e Pedidos de Compra diferentes para cada divisão.

Ao incluir uma nova divisão, é necessário definir os seguintes campos:

  • Descrição: Nome dado à divisão.
  • Status: Permite definir o status da divisão entre Ativo e Inativo.
Informações importantes:

  • Para realizar a alteração do status da divisão, é necessária a permissão 3546- Fornecedor Divisão Alterar Status.
  • Se uma divisão for inativada, o sistema vai inativar todos os contratos de fornecimento que estiverem com status diferente de inativo e não será mais possível criar ou ativar contratos. Além disso, não será possível criar novos acordos para esta divisão.
  • Pauta Fiscal: Identifica os fornecedores que trabalham com tributação pautada (base de calculo pré fixada).
  • Linha Indefinida: Identifica se o fornecedor trabalha com linha própria ou linha indefinida. Na linha definida é necessário definir quais são os produtos comercializados pelo fornecedor, já na Linha Indefinida, pode-se fazer pedidos de qualquer produto cadastrado no sistema sem nenhuma restrição.
  • Nome do Box: identifica a área do entreposto destinada à comercialização e armazenamento de produtos. Esses cadastros são listados posteriormente na separação de compra para entreposto.

Não será possível efetuar a exclusão de uma divisão, caso a mesma esteja vinculada a um :

  • Contrato de fornecimento;
  • Acordo comercial;
  • Acordo de Transferência;
  • Acordo de anistia;
  • Acordo para Baixa de Custo;
  • Acordo de Produto;
  • Acordo de Baixa de Custo – Rateio nas filiais.

Distribuidoras

Aqui serão selecionados fornecedores cuja raiz dos CNPJs sejam diferentes do fornecedor da divisão.

Estes dados são usados apenas na impressão de contrato de fornecimento:


Subdivisão

Permite adicionar subdivisões em uma divisão de produtos do fornecedor.

A subdivisão foi criada no intuito de facilitar a manutenção e visualização dos produtos por categoria/comprador, para aqueles clientes que desejam trabalhar com uma única divisão principal, ou seja, todos os produtos do fornecedor são vinculados a divisão principal e, separados por subdivisão para facilitar na criação da linha de compra, pedido, etc.

Na tela de subdivisões, também é possível visualizar os produtos que estão associados à cada subdivisão cadastrada.

Observações:

  • O cadastro de subdivisões não é obrigatório e só faz sentido, neste momento, para clientes que forem trabalhar com apenas uma divisão principal;
  • O vínculo do produto à subdivisão não é obrigatório;
  • O produto não poderá ser vinculado à mais de uma subdivisão ao mesmo tempo;
  • Ao mover para uma subdivisão, o produto será desvinculado da subdivisão anterior;
  • Mesmo sem subdivisão, o produto poderá continuar vinculado à divisão principal.

Filiais

Identifica as filiais do fornecedor (cadastro de outros pessoas). Frisando que aqui, o conceito de “filial” não é aquele fiscal onde somente empresas com a mesma raiz de CNPJ pode ser chamada de filial. Aqui o conceito é de pessoas que tem tal vínculo com a empresa matriz a ponto de poder entregar a mercadoria esta matriz. Por exemplo, um fornecedor tem suas filiais e também distribuidoras que entregam seus pedidos, mas essas distribuidoras tem CNPJs com raiz diferente do fornecedor matriz.

Desta forma, qualquer cadastro de pessoa (mesmo com CNPJ de raiz diferente) pode ser vinculado como filial de um fornecedor desde que ela:

  • Seja do tipo “Fornecedor”;
  • Não esteja vinculada como filial de outro fornecedor;
  • Não tenha produtos em sua linha, isto é, não está vinculada no cadastro de algum produto na aba “Compras“.

O Contrato de Fornecimento e Pedido de Compra sempre é feito pelo fornecedor matriz, a filial apenas é usada para ser vinculada ao recebimento de uma Nota Fiscal.

As demais abas também deverão ser preenchidas para concluir este tipo de cadastro, conforme instruções do Cadastro de Pessoas.

Ao editar uma filial é possível informar as UFs atendidas pela filial:

Ao selecionar uma UF como atendida por uma filial, e o fornecedor estiver com regra fiscal de entrada ativada, a negociação de compra da UF informada usará os dados cadastrais da filial para buscar as regras fiscais que poderão ser usadas por ela. Depois de selecionar uma ou mais UFs clique em salvar.

Depositários (Armazém Geral ou Depósito Fechado)

O depositário (armazém geral ou depósito fechado) será usado no lançamento de entrada de notas fiscais emitidas com os CFOPS 5105/6105 5106/6106. Somente será possível incluir como depositário uma pessoa jurídica do tipo Fornecedor.

O depositário não pode ser o próprio Fornecedor.


Status de Aprovação

É possível submeter o cadastro de um fornecedor à aprovação antes de ser usado em contratos e negociações de compra.

Para usar este recurso será necessário habilitar o parâmetro abaixo:

Quando este parâmetro for habilitado, aparecerá no módulo de cadastro de fornecedores um filtro de status de aprovação com as opções AprovadoReprovado e Aguardando Aprovação.

Além disso, ao definir que o cadastro de uma pessoa é do tipo fornecedor, este ficará no status “Aguardando Aprovação“:

O usuário que tiver a  permissão“2585 – Aprovar/Reprovar cadastro de novos fornecedores” poderá Aprovar ou Reprovar um cadastro de fornecedor que está Aguardando Aprovação.

Quando o fornecedor for criado com o Status “Aguardando Aprovação”, a divisão do mesmo não será criada.  Além disso, enquanto o fornecedor estiver no status “Aguardando Aprovação” ou “Reprovado”, não será possível criar novas divisões nem adicionar filiais.

Uma vez o cadastro Aprovado pelo usuário permitido, a divisão do fornecedor será criada, e não será mais possível alterar o Status de Aprovação do Fornecedor que permanecerá como “Aprovado”.

2) No módulo Cadastro de Pessoas, temos a opção de definir se o Fornecedor permite emissão de nota de devolução no ato do recebimento de mercadorias.

Disponível na aba Cobrança.

Ao criar um novo cadastro de pessoa, a opção que virá selecionada por padrão dependerá do parâmetro geral “Padronizar o cadastro de novas pessoas para não permitir emissão de nota fiscal de devolução no ato do recebimento de mercadorias”. Para definir, basta acessar o módulo “Estoques e NF-e > Parâmetros do Módulo Estoques e NF-e > Integração”. Se habilitado, por padrão a opção “Permitir emissão de nota fiscal de devolução no ato do recebimento de mercadorias” virá selecionada como “Não” no momento da criação de uma nova pessoa. Caso contrário, a opção virá selecionada por padrão “Sim”.  Isso não impede que a opção seja alterada pelo usuário no momento da criação ou após. Frisamos também que os cadastros já existentes de pessoas não serão alterados automaticamente com a habilitação deste parâmetro geral.

 

Comments are closed.