Caminho da Funcionalidade no Sistema:

Estoques e NF-e > Recebimento de Mercadorias > Incluir Nota Fiscal

Permissões de Usuário: MB__info
1988 – Alterar Base e o valor do ICMS Próprio nos Totais da NF
1080 – Alterar data de recebimento dentro do período parametrizado
1426 – Alterar data de recebimento para qualquer data
1421 – Alterar ICMS dos itens
1489 – Alterar Itens de NF-e lançada por XML
1191 – Alterar Número de Nota Fiscal
1836 – Alterar tipo de frete
1563 – Alterar Totais de NF-e lançada por XML
1404 – Alterar valor da pauta fiscal
1265 – Aprovar divergências de preço e quantidade
9 – Clientes Excluir
1185 – Código de Referência e Descrição do Produto do Fornecedor
280 – Confirmacao Recebimento Incluir
1109 – Curva Abc – Alterar
1335 – Exibir Preço de Venda na EM
1521 – Prosseguir recebimento com divergência de NCM
182 – Recebimento Consultar
1402 – Recebimento de Mercadorias – Preencher Quantidades
187 – Recebimento Excluir
183 – Recebimento Incluir

Em atendimento à legislação dos estados que obrigam a emissão das notas de CFOP 5926 e 1926, tais como Bahia – BA e Espírito Santo – ES o Bluesoft ERP esta adequado para as operações de reclassificação de mercadorias – modalidade desagregação.

Breve explicação sobre Reclassificação de mercadorias

A reclassificação fiscal ocorre quando a empresa recebe um produto com determinadas características, transforma esse produto, dando a ele novas especificações, e por essa razão acaba surgindo a necessidade de enquadrá-lo em uma nova categoria, atribuindo ao mesmo uma nova NCM, para então poder comercializá-lo.

A operação de reclassificação movimenta 3 notas:

1- Entrada/Compra do Insumo (1102/2102, 1403/2403) – processo normal de recebimento de mercadorias

2- Saída do Insumo para reclassificação (5926) – nova nota a ser emitida pelo ERP contra a própria loja

3- Entrada nos produtos que serão comercializados (1926) – nova nota a ser recebida pelo ERP contra a própria loja

Descrição dos CFOPs específicos:

CFOP 5926 – Lançamento efetuado a título de reclassificação de mercadoria decorrente de formação de kit ou de sua desagregação

CFOP 1926 – Lançamento efetuado a título de reclassificação de mercadoria decorrente de formação de kit ou de sua desagregação

Para essa funcionalidade foi adicionado um parâmetro no cadastro da loja na aba Informações da Loja, por padrão o valor atribuído é NÃO:

Na aba Ocorrências da loja será registrado a alteração do parâmetro:

Observação:
Conforme citado anteriormente os estados com a obrigatoriedade dessa modalidade são, Espírito Santo – ES e Bahia – BA. Caso a loja seja de algum outro estado por exemplo São Paulo e o parâmetro esteja definido como SIM incorretamente a operação irá ocorrer e as 3 notas serão movimentadas normalmente.

Operação:

No cadastro de Produto na aba Composição, será utilizado o rendimento cadastrado para alimentar o estoque dos produtos filhos, cenário que já ocorria anteriormente:

No exemplo acima ilustra o rendimento do produto PONTA DE AGULHA, onde existe o rendimento de dois produtos, sendo eles CARNE que rende 60% e PERDA (OSSO/SEBO) com rendimento de 40%, essas porcentagens serão refletidas na movimentação de estoque que será ilustrada posteriormente.

Notas Fiscais:

Quando efetuada a entrada da nota de compra (1102/2102) para o produto pai (PONTA DE AGULHA), na finalização do recebimento será automaticamente gerada a nota de saída (5926) e a nota de entrada (1926) alimentando o estoque dos produtos filhos (CARNE, PERDA(OSSO/SEBO)) nas proporções informadas conforme citado anteriormente, 60% e 40%.

O custo a ser considerado nas notas originadas deverá ser o Custo Contábil Unitário da nota, ou seja, caso a entrada tenha impostos creditáveis, esses não serão considerados no custo.

  • A numeração das notas originadas deve seguir uma sequência: primeiro a nota de saída 5926 e depois a entrada 1926.
  • A nota de compra (1102/2102) exibirá dois links apresentados na mesma tela facilitando a operação permitindo que o usuário possa visualizar as notas geradas, tanto de saída quanto de entrada.

Abaixo um exemplo de toda a operação realizada:

Entrada no produto pai onde a quantidade foi de 4KG – (1102/2102):

Segunda nota gerada de Saída para reclassificação (5926):

Observações referentes a segunda nota:

O Destinatário será a própria loja, o CST ICMS X90, IPI não incide, PIS/Cofins não incide (08) a escrita fiscal também não haverá observação, duplicata e contabilização não são geradas.

Terceira nota gerada de Entrada de reclassificação (1926):

Observações referentes a terceira nota:

Basicamente as observações são as mesmas citadas acima na segunda nota, o emitente no caso será a própria loja, CST ICMS X90, IPI não incide, PIS/Cofins não incide (74), duplicata e contabilização não são geradas.

Produto CARNE com a entrada de 2,4 referente a 60% do rendimento sobre 4KG de entrada do produto pai:

Produto PERDA(OSSO/SEBO) com a entrada de 1,6 referente a 40% do rendimento sobre 4KG de entrada do produto pai:

Para saber mais sobre composição e rendimento, clique aqui.

Leave a Reply