Caminho da Funcionalidade no Sistema:

Estoques e NF-e > Transferência Interna > Incluir

Permissões de Usuário: MB__info

228 – Transferência Interna Consultar

229 – Transferência Interna Incluir

1406 – Faturar Nota Fiscal

 


A Transferência Interna tem como objetivo movimentar o estoque de um produto a fim de registrar a operação de insumo ou consumo do mesmo.

A opção de Consumo deve ser utilizada para o lançamento de transferência interna dos produtos que serão consumidos.

A opção de Insumo deve ser utilizada para o lançamento de transferência interna dos produtos que serão utilizados para compor a fabricação de outro produto.

A transferência interna para insumo deve ser usado exclusivamente por clientes que não trabalham com receitas em seus produtos produzidos na loja, isto é, não usam composição de produção. Esses clientes costumam configurar um custo teórico nos itens produzidos pela loja (saiba mais AQUI).

Assim, clientes que usam receitas em seus produtos produzidos na loja, não devem usar a transferência interna para insumo, pois este tipo de destinação irá contabilizar usando a conta contábil de despesa que estiver definida no setor de compra, visto que a venda de produtos com custo teórico não contabiliza CMV devido não ter controle de estoque. O mais correto para estes clientes é usar a Transformação de Produtos (saiba mais AQUI)

Os clientes que não trabalham com receita (usam custo teórico nos itens produzidos) devem parametrizar a categoria do setor de transferência interna de forma semelhante aos itens produzidos para que, na apuração comercial de inventário, a quebra gerada pelo setor de transferência compense o ganho devido a venda dos produtos de custo teórico que não controlam estoque.

Exemplo: Se os produtos de custo teórico são da seção Padaria, o setor de transferência de insumo destinada para estes itens deve ficar na mesma seção.


Para utilizar essa ferramenta, devemos seguir os seguintes passos:

1) Acessar o menu de Estoques e NF-e > Transferência Interna > Incluir,

2) Selecionar a Loja, o Local de Estoque e o Setor de Transferência

 

O combo Setor de Transferência não virá por padrão com um setor pré-selecionado:

 

Não é possível prosseguir com o processo sem definir um setor de transferência, sendo demonstrado o alerta em tela:

 

Este comportamento no combo de Setor de Transferência não se aplica ao ERP Mobile. 
 Informativo: Caso o local informado houver posição com e sem data de validade e palete ao realizar a movimentação a quantidade em estoque pode ser registrada com quantidade negativada. Recomendamos que selecione um local de estoque do tipo unificado. Duvidas sobre a parametrização “Local de Estoque”, clique aqui.

Observação: A opção de Consumo será contabilizada caso a conta contábil do produto não seja igual a conta contábil do setor de transferência.

A opção de Insumo será contabilizado o CMV.

3) Incluir produto: é possível selecionar o item a ser transferido pela opção de GTIN/PLU ou pelo ícone de pos;

incluir

O produto que tem como principal finalidade uso e consumo e não tem controle de estoque, não será listado para inclusão no lançamento de uma transferência interna, seja o objetivo da transferência o insumo ou o consumo.

4) Confirmar: após selecionar o produto e incluir a quantidade é necessário clicar para Confirmar;

confirmar

É necessário confirmar a operação e no próximo passo não é possível voltar;

sim

Se a opção for SIM para confirmar, será feito o redirecionamento para a tela de faturamento de Nota Fiscal:

faturamento

Informações adicionais da nota fiscal:

Escrita_Fiscal_e_Nota_Fiscal_Transferencia_Consumo

Nota: 

O governo paulista, por meio de Decreto nº 61.720/2015 (DOE-SP 18/12), instituiu a obrigatoriedade de emissão de Nota Fiscal nos casos de perecimento, deterioração, roubo, furto, extravio, autoconsumo ou utilização em fim alheio à atividade do estabelecimento de mercadoria em estoque.

A partir de 1º de janeiro de 2016, será exigida a emissão de Nota Fiscal com o CFOP 5.927, sem destaque do ICMS, para as mercadorias adquiridas para industrialização ou comercialização que forem objeto de perecimento, deterioração, roubo, furto, extravio, autoconsumo ou utilização em fim alheio à atividade do estabelecimento.

Além de emitir a Nota Fiscal, o contribuinte deverá estornar o crédito do ICMS realizado por ocasião de entrada da mercadoria no estabelecimento, conforme dispõe o artigo 67 do RICMS/SP.

Vale ressaltar que até 31/12/2015 no Estado de São Paulo, não é permitida a emissão de Nota Fiscal para as ocorrências acima citadas.

Para a adequação do Bluesoft ERP a obrigatoriedade na emissão da nota fiscal, foram implementadas algumas mudanças no módulo de inclusão de Transferência interna.


Facilitador inclusão de produto e quantidade

Durante a inclusão do produto através do GTIN/PLU e definição da quantidade, ao se utilizar do botão Enter, os campos para preenchimento serão colocados em foco.

Para se utilizar desta funcionalidade, siga os seguintes passos:

1-) Ao iniciar o processo de inclusão de um produto para transferência, informe o GTIN/PLU desejado. Em seguida aperte Enter.

2-) Após isso, o produto será adicionado a transferência, e o campo referente a quantidade, estará em foco para preenchimento.

3-) Após preencher a quantidade desejada, aperte Enter.

 

4-) O campo para inclusão de GTIN/PLU será colocado em foco, possibilitando um novo preenchimento e inclusão à transferência.

 


Transferência Interna para lojas da Bahia, Espírito Santo ou Mato Grosso

Em notas fiscais originadas a partir deste módulo onde o estado da loja emitente é Bahia ou Espírito Santo, o CFOP da nota fiscal será 5.949 – Estorno de Crédito:

Loja da Bahia:

Loja do Espírito Santo:

Loja do Mato Grosso:

 

Em notas fiscais originadas a partir deste módulo para as lojas de Regime Tributário Simples Nacional as notas fiscais de Nota fiscal de “Baixa de Estoque de Mercadoria com Destinação a Uso, Consumo “serão emitida com CSOSN 900

 

Transferência Interna para lojas de Goiás e Distrito Federal

Para as notas fiscais originadas do Estado de Goiás e Distrito Federal, o CFOP será “5.949 – Transposição de estoque“. 
A emissão das Notas de Saída e Entrada serão de acordo com o parâmetro de “Transposição de estoque no consumo interno” do módulo Fiscal na aba “Notas Fiscais”:
– Emitir nota fiscal de saída (transposição de estoque) e nota fiscal de entrada de despesa com consumo
– Emitir somente uma nota fiscal de saída (transposição de estoque) e já dar entrada da mesma nota como uma despesa com consumo

Para saber mais clique aqui.

Loja de Goiás:

Em “Informações adicionais da nota” será incluído “Nota fiscal emitida nos termos do RCTE-GO/1997, art. 162, V“, conforme dispositivo legal.

Loja do Distrito Federal:

Em “Informações adicionais da nota” será incluído “Nota fiscal emitida conforme CF/1988, art. 155, caput, XII; RICMS-DF/1997, art. 3º, § 3º”, conforme dispositivo legal.

 

Quando, na inclusão de uma Transferência Interna para Consumo, tiver itens do tipo consumo cuja destinação seja uso e consumo, estes itens não serão inseridos na nota fiscal de perda de forma que:

– Se o lançamento tiver somente itens nesta situação, não haverá nota de perda;

– Se o lançamento for misto, então a nota de perda será gerada, mas sem os itens de finalidade uso e consumo


Contabilização de produtos de consumo que controlam estoque

A contabilização da nota fiscal originada em transferência interna para produtos de consumo que controlam estoque (5.927) será de acordo com o configurado no parâmetro Controle de estoque contábil para produto tipo consumo localizado no módulo contábil:

Para saber mais sobre os parâmetros do módulo contábil clique aqui

Quando SIM, a contabilização será:

  • Débito em conta de Ativo informada no Mapa Contábil MERCADORIAS PARA USO E CONSUMO
  • Crédito em conta de Passivo de Fornecedor a pagar (ou conforme configuração do CFOP)

Quando NÃO, a contabilização será:

  • Débito em conta de Despesa informada no cadastro do Produto
  • Crédito em conta de Passivo de Fornecedor a pagar (ou conforme configuração do CFOP)

 

Uso do Centro de Custo na contabilização

O Setor de Transferência Interna usa o centro de custo que estiver informado no cadastro do subgrupo parametrizado:

Ao clicar no Centro de Custo o sistema acessa a edição do subgrupo onde será possível definir. Frisando que, definindo o centro de custo no subgrupo, este centro de custo estará sendo definido para todos os itens do subgrupo:

Caso tenha um centro de custo definido para o subgrupo parametrizado no setor de transferência interna, este será usado na contabilização de transferência interna para consumo:

2 Responses to “Incluir Transferência Interna”

  1. Estornar Transferência Interna - Portal de Ajuda do Bluesoft ERPPortal de Ajuda do Bluesoft ERP

    […] Pela tela de Estornar Transferência Interna é possível realizar o cancelamento da transferência Interna. Para saber mais sobre o módulo de transferência, clique aqui. […]

    Responder
  2. Relatório de transferência interna - Entrada - Portal de Ajuda do Bluesoft ERPPortal de Ajuda do Bluesoft ERP

    […] da busca é possível ver as informações dos lançamentos de Transferências ou […]

    Responder

Leave a Reply